Em que mãos nos colocamos...

Viva!
Em que mãos nos colocamos quando nos deslocamos a um centro de saude ou a um serviço de urgências de um hospital?
A questão advém dos recentes desenvolvimentos sobre as 2 enfermeiras acusadas de negligência médica na assistencia a um jovem recém-operado, no ano passado.
Mas o veu descobre apenas a ponta de um icebergue bastante mais complexo e assustador!
Todos sabemos que embora se assistam a diversos melhoramentos no sistema de saude e na renovação de equipamentos, tudo isso não é suficiente para que seja prestado um serviço de qualidade e adequado ao nosso país.
O pessoal especializado continua a ser escasso e a não chegar para as encomendas e os casos que chegam ao publico começam a fazer temer uma deslocação a uma unidade de saude, pois por vezes não chegamos a saber se morremos do mal ou da cura!
Não, não estou a exagerar! Tenho conhecimento de um caso de um doente que morreu a aguardar pela sua vez um centro de saude! Escusado será dizer que o serviço de triagem simplesmente não funcionou...
Penso que seria necessário repensar a politica de recursos e fazer uma renovação do sistema a partir das bases e não apenas com operações de cosmética, pois se bem sabem, essas saem bem mais caras...

0 comentários: