Ensino superior

Esta politica de esquecimento do ensino superior vai começar a fazer a suas vitimas e os primeiros são os colaboradores e estudantes do ISCTE em Lisboa.
O ISCTE não tem dinheiro suficiente para pagar os salários de Dezembro e os subsídios de Natal aos seus funconários. De acordo com o «Diário Económico», o instituto tem um défice de um milhão de euros no orçamento de funcionamento que poderá ameaçar o arranque do ano lectivo, se não houver um reforço de verbas por parte do executivo.
A situação para 2004 ainda é mais negra, adianta o «Diário Económico». No «plafond atribuído ao ISCTE para o próximo ano existe um défice de 1,4 milhões de euros para pagamento de salários aos professores e pessoal não docente.
E agora como vai a nova ministra do ensino superior descalçar a bota?

0 comentários: