O perigo ronda as nossas estradas

Com a chegada do mau tempo, vemos mais uma vez confirmada a falta de acção e de prevenção do Instituto de Estradas de Portugal.
Bastou chover 2 ou 3 dias, para que se assistisse a inundações de bermas, mau estado de vias e acidentes atrás uns dos outros.
Assim perguntamos: que andaram a fazer um verão inteiro?
As bermas estão cheias de lixo, o que provoca a falta de escoamento das águas, que mais não podem fazer senão escoar para as estradas.
Algumas vias não têm o piso adequado de forma a evitar o efeito aquaplanning.
As condutas estão entupidas, o que não ajuda ao escoamento de água e faz com que algumas tampas estejam levantadas, a chamar por futuros pneus furados e jantes empenadas.
Para complicar mais as coisas, temos obras não sinalizadas devidamente, que se transformam em autenticos perigos nocturnos, pois só as vemos quando o alcance de 150mts dos faróis lhes incidem, e isto se a visibilidade for normal, ou seja, se chover pouco...
Srs condutores, para além de se precaverem com os vossos actos e com os descuidos dos outros, preocupem-se por favor apenas com mais uma coisinha: com as armadilhas das vias, sim, porque as vias da Europa ainda não chegaram a Portugal, apenas os nomes das mesmas(A's, IP's, IC's).

0 comentários: