Orçamento

A Saúde e Educação levam os maiores cortes no Orçamento de Estado para 2004. A comparticipação orçamental no investimento público consagrado no Orçamento (OE) para 2004 sofre um corte de 9,7 por cento face a 2003 e apenas quatro ministérios vêem as suas dotações subir, revela esta terça-feira o Jornal de Negócios.
Sectores fulcrais no desenvolvimento são afetados de uma forma grave!
Como irá funcionar a saúde com menos verbas?
Como irá a educação reagir com menos fundos?
So no final de 2004 é que poderemos responder, mas não me parece que corram bem as coisas no próximo ano!
Infelizmente vão ser os doentes e os estudantes os mais afetados. Como sempre que sofre é o que necessita.

0 comentários: