Ghettopoly

Este novo jogo vai dar que falar. Pena que só vai chegar a Portugal ( se chegar) daqui a um par de anos !Qualquer semelhança com o "Monopólio" é pura ilusão. Os peões, por exemplo, representam uma folha de marijuana, um proxeneta ou uma metralhadora. A casa mais cara é a de um "peep show". Uma das cartas da Sorte - ainda outro exemplo - permite ganhar 50 dólares por se ter convencido a vizinhança dos benefícios da cocaína...
O grande objectivo da brincadeira é conseguir ser o mais rico, mas, não pela via de adquirir bens, mas através do roubo e da mentira. Depois, para completar o cenário, o banqueiro do jogo "original" transforma-se aqui em usurário e, em vez de se construírem casas ou hotéis, constroem-se casinos ilegais, casas de passe, etc.
Quando for convertido à realidade portuguesa, vamos ter em vez da Rua do Ouro, toda a cidade de Bragança, que será a casa mais valiosa e outros exemplos do sub-mundo lusitano, que remeto para o novo GOVD .

0 comentários: