Manuel António Apolinário

Manuel António Apolinário rejeitou o cargo de comandante da Brigada de Trânsito da GNR, até que fique esclarecida a polémica que o relaciona com duas investigações da Polícia Judiciária Militar. Ontem foi conhecido que o nome proposto pelo Governo para ocupar este cargo está a ser investigado devido a situações ocorridas quando se encontrava regime de artilharia anti-aérea em Queluz. Em conferência de imprensa, o comandante-geral da GNR esclareceu que os factos agora vindos a público não eram do conhecimento da GNR nem foram relevados pelo Exército.
Mais um que se andava a encher...

0 comentários: